Detox

Detox

Saiba mais sobre os alimentos que podem ser desintoxicantes e cuide melhor da sua saúde!

Na reportagem do Fantástico de ontem, dia 13/07, ficou claro que a onda do “detox” pode ser muitas vezes enganosa, claramente comprovada por médicos e nutricionistas. Porém, com a preocupação maior pela alimentação saudável e os tratamentos fitness cada vez mais em voga, muito se fala nesses sucos e alimentos.

Muitas pessoas – e até mesmo empresas – se utilizam do termo para passar uma imagem que não corresponde verdadeiramente ao produto, apenas com o objetivo de venda. E sem saber como se alimentar direito hoje em dia, com todo o estresse do trabalho e a poluição das cidades, muitos são enganados na busca por cápsulas, comprimidos, pós para sucos, shakes e outros produtos.

Por isso, separamos os alimentos, in natura, que realmente podem exercer essa função de auxílio ao nosso organismo no processo de desintoxicação. Mas ainda assim, é preciso ter cautela, pois cada um tem sua individualidade bioquímica. Saiba quais alimentos exercem essas função e confira alguns aspectos interessantes:

Alimentos Detox

alho

cúrcuma (açafrão da terra)

pimenta

gengibre

vegetais verdes escuros

cebola

chá-verde

ginseng

Os reais benefícios desses alimentos:

auxiliam na manutenção geral do organismo

facilitam a eliminação de toxinas geradas pelas funções diárias do corpo e exposição à poluição

geram uma melhora na saúde intestinal

reduzem os riscos de desenvolvimento de doenças

Além disso, para evitar a exposição às toxinas, é possível tomar algumas medidas como:

  1. Evite o consumo diário de carnes vermelhas

  2. Reduza o consumo de alimentos de origem animal

  3. Prefira, quando possível, carnes de animais tratados ecologicamente

  4. Evite potes ou utensílios de plástico para congelar ou aquecer alimentos, principalmente os gordurosos

  5. Evite o consumo de alimentos enlatados e ingerir medicamentos sem indicação médica

Importante: independente da dieta, lembre-se sempre de consultar um nutricionista antes de começar qualquer dieta ;)

Tem alguma sugestão de tema para sobre alimentação? Sugira para nós nos comentários. E caso possua um Cartão Alimentação, continue ligado no nosso Blog para saber a melhor maneira de usar!

Nutricionista responsável Fabiane Almeida | CRN 8 6363

Fontes de apoio:

  • BAILLIE-HAMILTON, P.F. Chemical toxins: a hipothesis to explain the global obesity epidemic. J Altern Complement Med; 8:185-192, 2002.

  • NAVES, A. Nutrição Clínica Funcional: obesidade. 1 ed. São Paulo: VP, 2009.

  • PASCHOAL, V.; NAVES, A.; FONSECA, A.B.B.L. Nutrição Clínica Funcional: dos princípios à prática clínica. 1 ed. São Paulo: VP editora, 2008.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Imagem CAPTCHA

*