Ser ou não ser… otonina?

Serotonina

A serotonina é um neurotransmissor importantíssimo para o nosso organismo, mas você sabe o por quê?

Neurotransmissores são como mensageiros do cérebro. Permitem que os neurônios passem sinais entre si e para todo o corpo, o que os torna importantíssimos em nossas funções vitais. Há muitas funções e muitos deles, mas um é especial: a serotonina.

Problemas no sono, irritabilidade, depressão e outro distúrbios de humor, compulsão alimentar e ganho de peso estão diretamente ligadas à níveis baixos dessa substância. Por isso, é fundamental o consumo de alimentos fontes de vitaminas, minerais e ácidos graxos essenciais, precursores na formação desse neurotransmissor. E nós listamos cada um desses nutrientes que auxiliam na manutenção da serotonina. Confira:

  • Vitamina B1: Castanhas, ovos, feijões, arroz integral, carnes e peixes, pão integral, aveia, uva, manga, melancia, abacate.

  • Vitamina B3: Carnes magras, aves, peixes, castanhas e feijões, ameixa, abacate e manga, arroz integral, gérmen de trigo.

  • Vitamina B6: Aves, carnes magras, feijões, banana, arroz integral, castanhas, abacate, manga, melancia, brócolis, gérmen de trigo.

  • Ácido Fólico: Folhas verdes escuras como, espinafre e couve, lentilha, beterraba, abacate, semente de girassol, brócolis, mamão, abacate, gérmen de trigo.

  • Vitamina B12: Alimentos de origem animal, como fígado, carnes vermelhas, peixes, ovos.

  • Magnésio: Sementes de abóbora e girassol, folhas verdes escuras, grão de bico, melado, abacate, banana, gérmen de trigo, cacau em pó.

  • Cromo: Carnes bovinas, de aves e peixes, grãos e cereais integrais.

  • Cobre: Carnes bovinas, de aves e peixes, grãos e cereais integrais.

  • Zinco: Carnes vermelhas magras, peixes e frutos do mar, feijões, soja, pão integral, ovos, castanhas, gérmen de trigo.

  • Triptofano: Arroz integral, grãos integrais, banana, nozes, abacate, cacau (preferencialmente orgânico), castanhas, soja e aveia.

  • Ômega 3: Sardinha, atum, salmão, castanhas, sementes de linhaça e de chia.

Além disso, separamos 3 dicas nutricionais para a formação de serotonina:

  • Sempre que possível faça suas refeições de 3 em 3 horas.

  • Siga a regra da variedade. Consuma frutas e hortaliças todos os dias, preferencialmente as da estação atual (possuem menor teor de agrotóxicos).

  • Mastigue muito bem os alimentos! Sem uma boa mastigação não há uma adequada digestão e estímulo à saciedade.

Tem sugestões para as nossas dicas de alimentação? Comente abaixo. E lembre-se de aproveitar nossa inúmera rede credenciada de supermercados e restaurantes com seu cartão de crédito e Cartão Refeição e Cartão Alimentação para colocar em prática nossas dicas!

Nutricionista responsável Fabiane Almeida | CRN 8 6363

1. PASCHOAL, V.; NAVES, A.; FONSECA, A.B.B.L. Nutrição Clínica Funcional: dos princípios à prática clínica. 1 ed. São Paulo: VP editora, 2008.

2. GERSHON, M. D. and TACK, J: The Serotonin Signaling System: From Basic Understanding to Drug Development for Functional GI Disorders. Gastroenterology, 2007.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Imagem CAPTCHA

*